Aquela Gaveta Bagunçada!

Oie Modesto!!

Faltando poucos dias para terminar o Desafio Minimalista, hoje é dia de arrumar “aquela” gaveta bagunçada! Aliás, quem nunca teve?

Quando eu terminei de ler o livro da Marie Kondo, notei que o meu método de descartar as coisas estava errado. Ela ensina que devemos manter somente aquilo que nos trás alegria e a não guardar “presentes e objetos” só porque não queremos magoar determinada pessoa.

Eu realmente fazia isso, eu ganhava as coisas e não usava porque não gostava e então guardava, às vezes eu conseguia trocar na loja por algo que realmente me agradasse. Isso me deixava muito triste porque além fingir que gostei, tinha que agradecer, não conseguia passar a frente com medo de magoar a pessoa que me deu, era mais um item para a gaveta, perdia espaço para coisas que realmente dou valor e era um ciclo vicioso.

Quando isso mudou?
“Se ao segurar cada objeto, eu não sentir alegria, então é descartável.”, e com isso em mente foi que consegui desapegar de muitas coisas. Antes de doar perguntei para as pessoas mais próximas se queriam alguma coisa daquele monte, e o que restou eu doei. Quando voltei para casa e vi meu quarto mais clean eu fiquei muito feliz! Pois toda aquela energia acumulada havia ido embora.

Atualmente não tenho mais o hábito de guardar o que não me traz alegria e manter isso me deixa em paz, pois não preciso ficar fingindo  e nem acumulando coisas desnecessárias.

5

Deixe uma resposta