Blog

“Perguntas para libertar a mente”

Passeando pela querida Internet, procurando algo que pudesse me inspirar, encontrei um questionário bem interessante e me arrisquei a rascunhar algumas respostas. Essa reflexão chegou em bom momento, até porque na próxima segunda feira – 17 de setembro – é o meu aniversário!!

👒

1. Quantos anos você teria se não soubesse quantos anos você tem?

Não saberia dizer com toda certeza. Às vezes me sinto tão madura, responsável, dona da minha vida que parece até que tenho 60 anos. Outras vezes me sinto tão imatura, mimada e infantil que pareço ter nada mais e nada menos do que 15 anos.

2. O que é pior, falhar ou nunca tentar?

Definitivamente prefiro falhar mil vezes do que ter medo de nunca tentar. Claro que se minhas decisões afetar diretamente uma pessoa próxima, eu terei muito cuidado nas minhas escolhas. Aliás, atualmente, tudo que eu fizer / planejar eu pensarei muito antes de agir e analisarei todas as opções e suas possíveis reações.

3. Se a vida é tão curta, por que fazemos tantas coisas que não gostamos e gostamos de tantas coisas que não fazemos?

Essa é uma boa pergunta e posso responder com toda certeza que o verdadeiro motivo disso é que fomos programados para sermos assim. Você conhece aquela expressão: “Antes tarde do que nunca?”, então é bem isso, acredito que quando descobrimos (seja cedo ou tarde) que não devemos fazer o que não gostamos ou ser quem não queremos ser, acabamos nos libertando dessa corrente imaginaria e passamos a viver a vida de um modo feliz e aproveitamos melhor sua verdadeira essência.

4. Quando tudo já está dito e feito, será que você disse mais do que fez?

Não sou muito de falar, quando preciso fazer algo ou vejo que algo precisa ser feito, eu faço e geralmente não aviso que já foi feito. Por natureza eu sou preguiçosa e se eu combinar algo ou falar que farei algo que não é 100% do meu interesse, então tenha a certeza de que 5 minutos depois eu já esqueci.

5. Qual é a coisa que você mais gostaria de fazer para mudar o mundo?

Mudar o Mundo? Bem, eu já faço a minha parte, pode até não ser muito, mas são coisas que estão ao meu alcance, acredito muito no trabalho das formiguinhas:

  • Educar e ensinar meu filho a respeitar as pessoas e as diferenças existentes.
  • Não jogar lixo no chão.
  • Economizar água e luz.
  • Não comprar sem necessidade real.
  • Ajudar o próximo sempre que me for possível.

Claro que se eu pudesse acabar com a fome, pobreza, excesso de riqueza, sede, falta de saúde e com a ausência de segurança — Eu faria!! Inúmeras vezes se me fosse possível.

🍃

Por ser um questionário grande vou dividir em partes, assim não dá preguiça de você ler 😉 • ahhh e não se esqueça de ativar as notificações!! Até a próxima tá!?

6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *