📮 Uma carta de perdão

Desde que comecei a escrever essas cartas eu fiquei mais reflexiva do que o normal, acho que mexe com o meu psicológico, uma mistura de compromisso, euforia, o desejo de ser mais transparente possível e não ser cansativa ao mesmo tempo – acho que deu para notar o quanto me cobro. Chega a ser exaustivo, existem dias que nem eu mesma me aguento.

Tenho pensado muito nesta carta e para quem eu deveria pedir desculpas, não vou dizer que sou uma santa, que não cometo erros e por isso eu não devo desculpas a ninguém. Seria hipocrisia dizer isso, claro que devo ter machucado alguém, se você é uma dessas pessoas, te peço desculpas, com toda certeza eu não fiz por mal, provavelmente eu não percebi o quanto te magoei e com isso devo ter te afastado. De qualquer modo, me desculpe e me chame, vamos conversar 👀 não sou tão inacessível quanto pareço ser.

👒

Gostaria de pedir perdão a uma pessoa muito importante para mim e ela mora do outro lado do espelho.

  • Me perdoe por ser tão rigorosa;
  • Por cobrar um nível de perfeição que não existe;
  • Por agradar a todos e acabar te deixando para depois;
  • Por te sabotar quando você precisa manter o foco;
  • Por te deixar carregar os problemas das outras pessoas e principalmente
  • Me perdoe por às vezes não conseguir manter o equilíbrio emocional.

👒

Por muitas e inúmeras vezes acabo me cobrando demais. Sou aquela que aponta o dedo no meu próprio nariz e que não me permite ficar triste ou falhar. Essas atitudes são péssimas. E ninguém merece viver isso.

Já fui bem pior, muito mais critica, mas neste último ano tenho me permitido a experimentar novas coisas, conhecer novas pessoas, parei de me preocupar em satisfazer a necessidade dos outros e de me machucar. Me permiti a sorrir mais e deixar de lado tudo e todos que me deixavam triste (e ainda assim fui muito julgada e chamada de Egoísta, mas somente eu sei as dores que carreguei por muitos anos), até parei de comer carne vermelha!! Um verdadeiro sonho que se tornou realidade este ano.

👒

Moça que mora do outro lado do espelho, por favor me perdoe por tudo que te fiz passar nestes longos 34 anos e por ter te mantido nesta prisão imaginária. Te prometo que sempre estaremos juntas, colecionando grandes alegrias, vivendo lindos amores e principalmente livres (mas sem magoar ninguém).

💌 Este post faz parte do Projeto 12 cartas em 12 meses. (saiba mais)

 

5

6 Comments

Olivia Alves novembro, 2018 Reply

Vie, me identifiquei muito com a sua carta, porque fui muito dura comigo mesma por muito tempo. Também estou trabalhando pra depender menos de aprovação dos outros e pra poder cuidar de mim como prioridade, mesmo que achem que isso é egoísmo (não é, e nós sabemos disso!).

Desde que vi o projeto das cartas fiquei pensando um pouco sobre que tipo de carta faria em cada um dos meses, e sobre a carta de perdão pensei realmente em fazer pra mim mesma. Acho uma ótima ideia porque nos perdoar pode ser o primeiro passo pra perdoar os outros e aprender a pedir perdão pros outros também.

Beijos!

Viectoria novembro, 2018 Reply

Oie Olivia 🙂

Às vezes fico imaginando como seria se eu não me importasse com o julgamento alheio sabe? Vejo tantas pessoas que se colocam em primeiro lugar e bem depois as outras pessoas. Não sei se elas se preocupam com as outras pessoas ou se são felizes de fato, ou são pessoas que passaram a ser assim depois de sofrerem muito na vida.

Mas é como você disse, se perdoar e se aceitar é o primeiro passo. A vida flui com mais naturalidade 🙂 Essas cartas são interessantes e super reflexivas né? Me esforço ao máximo para ser sempre verdadeira!

Vamos trabalhando nessa libertação e sem pressa 🙂

Beijos!

Ps.: Não vejo a hora de começar ler as tuas!!!!!

Franklin S. Carter novembro, 2018 Reply

Sabia que me vi aí?! Refletido nessas linhas, nessa carta, como se fosse eu do outro lado do espelho. Pior, vi que eu também merecia esse perdão e também deveria pedir perdão. Por tantos anos de altruísmo desenfreado e por negligenciar meu eu, minhas vontades, meus sonhos em prol de outras pessoas que estão vivendo e vivendo muito bem, algumas dessas até me usaram como suporte ou escada.

Uau! Como eu precisava ler isso, há tempos venho refletindo sobre essas coisas e pensando: “Será que sou uma pessoa tão ruim assim por querer pensar em mim agora?” E a resposta é: NÃO! Absolutamente não! Passei tanto tempo servindo a outros, me dedicando a eles, abrindo mão dos meus sonhos, dos meus prazeres e literalmente da minha vida.

Moça do espelho, muito obrigado por essa carta. Espero que um dia nossos reflexos se cruzem e eu possa lhe agradecer pessoalmente por essa linda e poderosa reflexão.

Desejo todo sucesso do mundo a você e ao blog!

Carinhosamente,
Franklin S. Carter ♥

Viectoria novembro, 2018 Reply

Oie Franklin, obrigada por sua visita.

Nunca soube o momento certo em que devemos parar de ajudar os outros para não nos prejudicarmos. Por inúmeras vezes fico pensando sobre o amor próprio e o egoísmo, porque eu acho fascinante como muitas pessoas conseguem e não demonstram arrependimento em momento algum. O que sei é que aqui dentro não funciona assim, então mudei o termo “amor próprio” para o “autorrespeito”, assim não me sinto culpada quando devo parar para não me prejudicar.

Fico muito feliz por conseguir dizer o que você precisava ouvir 🙂 às vezes precisamos.

Obrigada por todo carinho e muito sucesso para nós!

Volte sempre 🙂

Camila novembro, 2018 Reply

Ao escrever a minha, pensei nestas palavras… Mas acabei indo por outro caminho, pensar nos outros como sempre! Tua carta é linda. Com certeza a moça do espelho deve estar pensando se você merece o perdão! Mas acho que deveria!
Também participo desse Projeto e a minha já subi:
http://www.depoisdos30.blog.br

Viectoria novembro, 2018 Reply

Oie Camila!!!

Ficamos muito pensativas ao escrever algo assim né? Obrigada pelo carinho =) e já li a sua carta (que por sinal eu amei!!!!)

Beijos!

Deixe uma resposta